Expedição OMUNGA para novos projetos

O ano de 2020 fortaleceu nossa #omungasoul.

 

Como nunca, refletimos sobre nossas vidas e o que realmente faz sentido de modo individual e coletivo.

E foi muito oportuno, pois acreditamos que a pandemia nos deixou mais sensíveis para a prática da empatia e para ajudar mais pessoas. Ajudar pessoas fez mais sentido.

Também nos motivou a sermos mais generosos conosco mesmos, pois é importante olhar e cuidar do que está dentro de nós.

Com o time da OMUNGA não foi diferente. Também olhamos para dentro. Por um momento, silenciamos. Nos aquietamos para refletir, ponderar e nos perguntarmos se “nosso trabalho faz realmente sentido”.

E a resposta foi um “SIM” (em caixa alta mesmo).

 

 

Percebemos que, quanto mais ajudamos outras pessoas, mas felizes nos tornamos.

Constamos também que nosso amor pela causa ficou ainda mais forte. A entrega do time está mais intensa, quase sem limites. Nossos propósitos estão muito bem alinhados, o que faz fortalecer nossa coragem e, consequentemente, nosso poder de execução.

E isso fez com que, nesse ano, centrássemos esforços em nossa gestão para que possamos crescer com sustentabilidade e para estarmos mais preparados para novos tempos como esse de pandemia.

 

 

Por isso, além de nos dedicarmos a promover melhorias em nossa gestão, visando fortalecer nossa sustentabilidade e os atuais projetos (Escolas do Sertão, Livros para África e OMUNGA na Amazônia), sentimos que é um período muito oportuno para pensar em novos projetos, para beneficiar mais crianças e professores, inspirar e motivar pessoas.

Munidos de coragem e determinação, elementos essenciais para nossa #omungasoul, iniciamos uma expedição rumo às cidades mais vulneráveis do Brasil, para conhecer outras realidades, histórias, contextos, sinergias e criar condições para aprendizados mútuos com o objetivo de concebermos novos projetos.

Melgaço, no estado Pará, e Marajá do Sena e Fernando Falcão, no Maranhão, são cidades que, aparentemente, se adequam ao perfil de cidades onde a OMUNGA atua. Regiões com indicadores sociais em patamares alarmantes, mas com um potencial humano inquestionável.

 

 

Nessas cidades, ao nos desfazermos de nossos ”saberes” para estarmos livres de pré-julgamentos e preconceitos, desejamos aprender em rodas de conversas com professores, líderes comunitários, agentes do poder público, crianças, famílias, etc.

Nos últimos tempos, vimos a educação se adaptar ao corona vírus no mundo todo, onde milhares de crianças e professores também ficaram desamparados nesse quesito. Especialmente, aqueles que vivem em regiões distantes ou isoladas, onde poucas ou nenhuma organização social atua.

 

 

Nesse contexto, acreditamos que poderemos contribuir com o futuro de milhares de crianças e centenas de professores e, por isso, estamos executando essa Expedição OMUNGA com tanta seriedade, entrega e amor.

Acompanhe nossas redes sociais! Compartilhe! E se ainda não faz parte, ASSINE o OMUNGA Clube ou Doe para o Instituto OMUNGA clicando aqui.

Muito obrigado por visitar o nosso blog.

Um forte abraço com carinho e gratidão,

Roberto Pascoal
Empreenddedor Social
[email protected] | @roberto_pascoal