A causa da OMUNGA é promover um mundo melhor por meio da educação. Isso já está acontecendo graças aos projetos Escolas do Sertão e Livros para África. Mas ainda há muito a ser realizado! Para isso, precisamos de pessoas, recursos financeiros, motivação e disposição para encarar desafios.

Como forma de reunir esses elementos, em 2017 foi criado o Instituto OMUNGA. O principal objetivo do Instituto é beneficiar mais crianças e professores com as ações desenvolvidas pelos projetos concebidos a partir da causa OMUNGA. Para isso, buscamos engajar mais pessoas e diversificar as fontes de captação de recursos.

Aliás, estamos dando um grande passo nesse sentido. O primeiro projeto OMUNGA está sendo escrito a várias mãos para ser apresentado ao Ministério da Cultura (MinC), para receber apoio via Lei Rouanet.

Como são os projetos incentivados pela Lei Rouanet

A Lei Rouanet é o principal mecanismo de fomento à cultura no Brasil. Na prática, os cidadãos (pessoas físicas que apresentam declaração de Imposto de Renda completa) e as empresas (pessoas jurídicas tributadas com base no lucro real) têm a possibilidade de direcionar parte de seu Imposto de Renda devido para projetos e ações culturais. O Governo Federal abre mão desse montante para que ele seja investido diretamente na cultura.

O proponente (neste caso, o Instituto OMUNGA) apresenta uma proposta cultural ao Ministério da Cultura e, depois de analisada e aprovada, o Instituto é autorizado a captar os recursos visando à execução do projeto. O incentivo não altera o valor a pagar ou a restituir do Imposto de Renda das empresas ou cidadãos apoiadores, apenas redireciona parte do imposto para o projeto escolhido.

Só em 2017 foram mais de cinco mil projetos aprovados e o valor captado chegou a R$ 1,156 bi.

Pretendemos acessar esses recursos para promover a educação cultural junto aos municípios e às comunidades em situação de vulnerabilidade social que nos recebem. Queremos proporcionar acesso a livros e atividades culturais e artísticas com vistas a uma educação ampliada, que vá além da alfabetização tradicional. Desejamos oferecer, por meio da cultura, possibilidades de ampliação da visão de mundo das crianças e dos professores que participam de nossas ações.

Um mundo melhor por meio da educação: desafios na bagagem

vários livros em caixas abertas com um pedaço médio de madeira com a logo da omunga que busca ter projetos incentivados pela lei rouanet

Para este desafio, trazemos na bagagem as experiências dos projetos realizados (Escolas do Sertão e Livros para África) e das pessoas que estão contribuindo na construção da proposta: Roberto Pascoal, empreendedor social, fundador da OMUNGA Grife Social e presidente do Instituto OMUNGA, Sérgio Gregório Sartori, sócio da empresa Fazer Cultural, Luciana Marotto Homrich, consultora especialista na elaboração, análise e captação de projetos nas áreas de Esporte, Cultura, Educação, Saúde, Inclusão e Responsabilidade Social, além de mim, que possuo experiência de mais de nove anos de atuação na gestão de projetos sociais pela Fundação Banco do Brasil.

Seguimos firmes nesse processo de aprendizagem que nos dá a possibilidade de investir mais esforços na causa OMUNGA. Novos passos já estão sendo dados e, em breve, tem mais novidade por aí!

Vale lembrar que nossos produtos continuam disponíveis. Visite nossa loja e veja como você pode adquirir um item bacana e, ao mesmo tempo, contribuir para uma causa específica e um mundo melhor.

Vamos juntos!

Cristiane Perin de Oliveira
Voluntária do Instituto OMUNGA | Elaboração e Execução de Projetos Incentivados
crisperindeoliveira@gmail.com